Dia 1 – Três dias em Santiago

Em primeiro lugar gostaria de pedir desculpas pelo meu português, mas sou uruguaia.

Nesse post vou lhes contar meu itinerário de três dias em Santiago. Foi muito difícil fazê-lo e selecionar o que eu estava mais interessada em fazer, deixando de fora outras atividades, mas fiquei muito satisfeita e acho que consegui aproveitar ao máximo desses três dias.

Os preços são de agosto de 2018.

 

1º dia – Valparaíso e Viña del Mar

O passeio turístico que não pode faltar. Se conhecem pessoas que foram para o Chile,  certamente visitaram Valparaíso e Viña del Mar. E embora às vezes tentemos escapar das rotas turísticas mais típicas, elas ganharam sua fama por algo e acho que não dá para ir a Santiago e não conhecê-los. Valeu a pena.

Como chegar lá?

Em primeiro lugar, pegar o metrô até o terminal Pajaritos. No hostel me disseram que também há uma conexão de ônibus na estação de metrô da U. de Santiago, mas eu não queria arriscar. Já tinha lido em vários blogs que tínhamos que ir a Pajaritos e lá fomos nós.

Deixo aqui um mapa do metrô. Para usar o metrô você tem que ter um cartão, que é comprado em qualquer estação. Custa $ 1.500 (pesos chilenos) e a primeira vez que for usar tem que carregar um mínimo de US $ 3.000, para cobrir o custo do cartão e fazer uma viagem de ida e volta.

Uma vez lá (no Pajaritos) é muito fácil encontrar as agências de ônibus para Valparaíso ou Viña e antes de sair do metrô você tem que comprar o bilhete. Comprei na empresa Turbus, mas também tem a Pullman. Os ônibus saem a cada 20 minutos aproximadamente. Se comprarem ida e volta, é mais barato, e mais importante: podem ir até Valparaíso e voltar de Viña del Mar ou vice-versa. Por outro lado, a empresa Turbus nos ofereceu um tour pelas duas cidades por $ 20.000 por pessoa. Eu não achei caro, mas éramos dois jovens que queriam caminhar e conhecer. No entanto, eu recomendo se alguém não estiver em boa forma física ou se estiver com alguém mais velho. Tenha em mente que Valparaíso é composto de várias colinas e se quiser visitar alguns lugares típicos terá que andar muito ladeira acima.

 

Valparaíso

A viagem a Valparaíso leva perto de uma hora e meia. Vão chegar ao terminal de Valparaíso e de lá podem pegar qualquer ônibus que vá para o centro, por $ 400. Vão ter que descer perto da Plaza de la Victoria.

Há dois passeios que recomendo fazer em Valparaíso:

  • Visitar o museu ao ar livre (Museo a Cielo Abierto), localizado no Cerro Bellavista. Se procurar no google maps, ele marca o ponto de partida e, a partir daí, é apenas andar e verá murais de arte em todos os lugares.
  • A Sebastiana, casa que pertenceu ao poeta Pablo Neruda e está localizada no Cerro Florida. O ingresso tem um custo de $ 7.000 (aproximadamente 10 dólares) e há um desconto para estudantes com um cartão ISIC. Com o ingresso é oferecido um audioguide que nos leva a um passeio pela casa e as curiosidades do poeta são contadas. Aqui também há um mirante ou viewpoint que oferece uma vista panorâmica da cidade.

 

Viña del Mar

Uma vez que fizemos estes dois passeios, partimos para Viña del Mar. Para chegar lá, terão que caminhar em direção ao mar. Há uma orla marítima e os ônibus que os deixam em Viña passam por lá. Custam apenas alguns pesos chilenos. O trajeto supostamente leva 20 minutos, mas pegamos um ônibus com um motorista ‘veloz e furioso’ e em 10 minutos nós estávamos chegando.

speed.gif

 

O que fazer em Viña del Mar:

  • Vocês podem descer no relógio de flores e a partir daí podem começar a conhecer Viña. O relógio de flores, embora seja uma atração turística, é apenas para tirar a foto. Vejam, é só um relógio de flores.
  • Se vocês continuarem andando ao longo da orla, terão uma bela vista da cidade, e a poucos quarteirões de distância encontrarão o Castelo Wulff. Podem entrar e acessar um ponto de vista ou viewpoint.
  • Viña del Mar é uma cidade ideal para uma refeição à beira-mar. Há uma imensa quantidade de opções gastronômicas.

 

Depois dessas atividades e depois de tanto caminhar ficou tarde e decidimos iniciar o retorno a Santiago. Fomos ao terminal de Viña, que fica a dois quilômetros da orla, na rua Valparaíso. Lá vocês tem que ir novamente à agência que lhes vendeu a passagem, já que para o retorno vendem uma aberta.

 

1° Noite – Patio Bellavista

Depois do passeio por Valparaíso e Viña del Mar chegamos em Santiago cansadas, mas com a noite em fraldas. Então decidimos ir ao bairro Bellavista. Tem vários blocos de barzinhos onde comer e tomar uma bebida. Nos surpreendeu que às 10 da noite já havia muita gente e em alguns lugares e o rolê já tinha começado. Também mais de um já estava bêbado, no Chile eles diriam que mais de um já estava em cima da bola.

Decidimos comer no Patio Bellavista. É um lugar moderno e muito agradável, onde se come muito bem. Não é barato, mas também não é caro. Obviamente, você pode comer mais barato em Santiago. De qualquer maneira nós olhamos um pouco para os cardápios antes de decidir e acabamos jantando por aproximadamente 10 dólares por pessoa. Logicamente, se tomarem muitas bebidas, o preço aumentará.

IMG_20180816_222958
Local de comida mexicana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s